Cultura

Dido e Eneias: uma ópera coreografada

Escrito por João Luís

O mais recente espectáculo da Companhia de Bailado (CNB), ainda em cena no Teatro Camões, retrata o romance de Dido e Eneias, através de uma ópera coreografada, onde o clássico e o contemporâneo se mesclam num grandioso espetáculo.

Baseado numa das grandiosas epopeias da Antiguidade Clássica – Eneida, de Virgílio –, a ópera Dido e Eneias, escrita pelo inglês Henry Purcell no século XVII, conta a história de amor entre Eneias, o grande herói troiano, e Dido, a rainha de Cartago. Não se sabe a altura exata desta composição barroca, mas atribui-se a 1689 o ano de estreia da peça, considerada a coroa da Ópera Barroca inglesa.

O convite feito aos coreógrafos António Cabrita e São Castro para criarem Dido e Eneias partiu de Luísa Taveira, quando ainda dirigia a CNB e revelou-se um grande desafio a nível técnico, pois incorporar elementos de dança contemporânea numa ópera barroca não constitui uma tarefa fácil, mas o resultado final não poderia ser mais satisfatório. Toda a coreografia consegue envolver o espectador na história, refletindo toda a tragédia que surge como fruto desta história de amor.

É um bailado moderno com uma base clássica que traduz todo o esforço dos coreógrafos e dos bailarinos, resultando numa excelente obra que certamente voltará a entrar em cena num futuro próximo.

Sobre o autor

João Luís

Deixe um comentário