Tecnologia e Ciência

Ciência Cidadã no caminho para reduzir o consumo de energia de dispositivos móveis

Ao recolher dados dos seus utilizadores, a aplicação de telemóvel BatteryHub promete ser o primeiro passo no futuro das baterias de dispositivos móveis com mais duração

A aplicação revolucionária recolhe periodicamente informação relacionada com a utilização de bateria, como a percentagem de carga, aplicações em execução ou utilização de sensores, e envia-a para uma cloud (nuvem de armazenamento de informação na internet), também criada pela equipa. “Como nos desenhos animados, se colocarmos em sequência várias imagens estáticas, observamos a perspetiva dinâmica que elas asseguram. No caso da aplicação, a perspetiva dinâmica que procuramos reflete, para cada utilizador e cada dispositivo, o modo como a sua bateria é consumida” ilustra João Paulo Fernandes, coordenador do estudo.

Esta aplicação foi desenvolvida por uma equipa de investigadores das Universidades de Coimbra (UC), Beira Interior (UBI) e Federal de Pernambuco (UFPE, Brasil) inserida na iniciativa GreenHub.

Investigador João Paulo Fernandes

O objetivo principal da investigação “é o de construir um repositório de dados o mais alargado possível, e representativo do consumo de energia em baterias de diferentes dispositivos móveis, sistemas operativos, aplicações e utilizadores. Pretende-se que, no futuro, seja possível utilizar os dados recolhidos para traçar o perfil de consumo dos dispositivos, e assim identificar oportunidades de poupança de energia” sendo esta a inovação do projeto como salienta o investigador.

Os dados recolhidos serão objeto de estudo da própria equipa, ao mesmo tempo que estarão à disposição das comunidades científica e industrial, através de tecnologia também já desenvolvida. No entanto a privacidade dos utilizadores está totalmente garantida com esta aplicação uma vez que não é recolhida nenhuma informação que permita a sua identificação.

Por agora a aplicação BatteryHub está apenas disponível para Android. Pode encontrar mais informação sobre o projeto de investigação, iniciado há dois anos, disponível em: http://greenhub.hmatalonga.com/.

“Este é um desafio que se coloca à comunidade, à qual se pretende retribuir informação com valor real. Por agora, a participação dos utilizadores é fundamental”, conclui João Fernandes.

Imagens e informação via Assessoria de Imprensa – Universidade de Coimbra

Sobre o autor

Ana Margarida Pereira

Mulher das Ciências de diploma e aprendiz de Comunicadora de Ciência aventuro-me pelo mundo do Jornalismo - aqui no Ardinas escrevo na secção de Ciência.

Os meus traços mais peculiares, fora a personalidade, para a maioria das pessoas, é viver na Amadora, ser alérgica à canela e apesar de não ter piada nenhuma querer ser comediante.

Deixe um comentário