Dia Num Minuto Rubricas

Dia Num Minuto – 19 de novembro de 2016

Escrito por Jessica de Sousa

Acordou à pressa, a pausa para o café foi demasiado curta e não conseguiu folhear o jornal. Os dias correm cada vez mais rapidamente e sente que não está a par do que acontece em Portugal e no Mundo? Leia os acontecimentos que hoje foram notícia.

barackobama_onu_20desetembro2016_facebookwhitehouseObama não prevê grandes mudanças na política com a América Latina com Trump no poder

O Presidente norte-americano, Barack Obama, disse hoje que não prevê “grandes mudanças” na política do seu país em relação à América Latina sob a gestão do Governo que o irá suceder na Casa Branca, do republicano Donald Trump.

Durante um encontro aberto a perguntas com cerca de mil jovens da Pontifícia Universidade Católica, em Lima, Obama admitiu, contudo, que prevê “tensões”, fundamentalmente em matéria comercial, pelas propostas que Trump defendeu durante a campanha.

Barack Obama afirmou que é importante que a América Latina e o resto do mundo deem “uma oportunidade” ao Presidente eleito dos Estados Unidos e que não se assuma o pior antes de este formar a sua equipa e começar a trabalhar.

José Sócrates: eleições nos EUA são “uma lição sobre a questão do carisma”

O ex-primeiro-ministro José Sócrates disse hoje que as eleições presidenciais nos Estados Unidos da América (EUA), com a vitória de Donald Trump, são “uma lição sobre a questão do carisma”.

“Se olharmos hoje para os EUA e se olharmos para a campanha eleitoral dos EUA, é toda uma lição sobre a questão do carisma”, frisou durante a apresentação do seu novo livro “O Dom Profano – Considerações sobre o Carisma”, no Porto.

E acrescentou: “Em primeiro lugar, vocês viram alguma competição, alguma disputa, alguma discordância, algum debate sobre o programa dos dois candidatos? Não, o que vocês viram foi um confronto entre duas personalidades e, fundamentalmente, os americanos queriam mesmo isso, escolher alguém e não um programa”.

O ex-governante considerou ainda que a candidata democrata Hillary Clinton – que Sócrates gostava de ter visto ganhar – não venceu porque se deixou “aprisionar” numa imagem de alta funcionária.

hospitalContratação de médicos e enfermeiros aumenta na Madeira

A Secretaria Regional das Finanças e Administração Pública da Madeira informou hoje, em comunicado, que a contratação de enfermeiros e médicos aumentou na região autónoma 6% e 3%, respetivamente, no período de um ano.

Os dados constam do Boletim de Emprego Público e demonstram que entre 30 de setembro de 2015 e 30 de setembro de 2016 o número efetivo de enfermeiros passou de 1.540 para 1.633.

Para o mesmo período, os dados mostram que o número de médicos também subiu, numa variação homóloga de 3%, passando de 529 para 545.

O executivo madeirense refere, por outro lado, que no subsetor da Administração Regional da Madeira (excluindo o Fundo da Segurança Social da Madeira), o número de trabalhadores a 30 setembro de 2016 era de 19.297.

Sobre o Autor

Jessica de Sousa

Mais tarde direi que com 19 anos tomei a decisão mais perigosa da minha vida. Eu, pessoa que não lida bem com “voos muito altos”, que está sempre de pés assentes na terra, meti-me num avião e vim em busca de algo que não sabia se era capaz de conhecer. Com medo, da Madeira para Lisboa vim sem experiência, sem certezas, sem amigos, sem família. Hoje tenho isso tudo e mais ainda. Tenho sonhos.
Já quis a todo o custo seguir medicina. Quis também ser socióloga. Na ânsia de querer melhorar a sociedade, quero ser jornalista. Sou apaixonada pela escrita e pela literatura, pela informação, por histórias, por vidas. Talvez seja esta a maneira mais estranha de ser médica de uma coisa que me fascina: o mundo.

Deixe um comentário