Cultura

Gisela João apresentou novo trabalho ao público

Escrito por Ardinas

Ontem, o palco do Lux Frágil vestiu-se de flores coloridas, iluminou-se de mística fadista e assim nasceu, tal como ela afirma, o segundo filho de Gisela João.

O álbum “Nua”, foi pela primeira vez apresentado ao público, num tom informal e muito sentido pela cantora ao seu público. Apesar de não ser a primeira vez que pisa este palco, foi uma noite marcada pela originalidade das suas linhas cruzadas e animada pelo som das guitarras perfeitas e inquietas que a acompanharam.

A música “Senhor Extraterrestre”, escrita por Carlos Paião para Amália Rodrigues, renasceu ontem na voz de Gisela João, com um ritmo contagiante. A música “Labirinto ou Não Foi Nada”, o primeiro single de Nua, com letra de David Mourão-Ferreira e música de Francisco Viana, fez as delícias daqueles que testemunharam este momento.

Uma verdadeira apaixonada pela poesia, pela força das palavras e pelas diferentes formas de expressão, Gisela João, inspirou durante este concerto com a sua partilha de pensamentos íntimos sobre as novas músicas. A sua rouquidão perfeita e alma cheia conquistou todos naquela sala, que se renderam de imediato à sua “música fresca”.

Fotos: Carina Ferreira

Sobre o Autor

Ardinas

Deixe um comentário