Dia Num Minuto Rubricas

Dia num Minuto: 29 de outubro de 2016

Escrito por Jessica de Sousa

Acordou à pressa, a pausa para o café foi demasiado curta e não conseguiu folhear o jornal. Os dias correm cada vez mais rapidamente e sente que não está a par do que acontece em Portugal e no Mundo? Leia os acontecimentos que hoje foram notícia.

Passos felicita Rajoy e elogia “mestria política e determinação”

O presidente do PSD felicitou hoje Mariano Rajoy pela investidura como presidente do Governo espanhol, enaltecendo a “mestria política e determinação” e destacando que “Espanha afastou a incerteza maior e recusou um caminho de radicalização, intolerância e empobrecimento”.

Numa nota enviada à agência Lusa, o PSD refere que com a investidura do conservador Mariano Rajoy do Partido Popular como presidente do Governo pelo parlamento espanhol “assim termina um ano político cheio de dificuldades que Mariano Rajoy soube enfrentar com grande mestria política e determinação”, adiantando que “Pedro Passos Coelho já felicitou Mariano Rajoy pela investidura”.

cmlAutárquicas: CDU quer “interromper gestão” do PS na Câmara de Lisboa

A Coligação Democrática Unitária (CDU), que junta PCP e PEV, quer “interromper a gestão” do PS à frente da Câmara de Lisboa, que conta quase uma década, afirmou hoje Jorge Cordeiro, da Comissão Política do Comité Central comunista.

“Em Lisboa, o grande confronto que vamos travar é com o Partido Socialista”, afirmou Jorge Cordeiro quando discursava no “Encontro CDU Lisboa”, que decorreu no Auditório Camões.

O antigo vereador da Câmara Municipal de Lisboa observou também que esta coligação “procura interromper a gestão do PS” à frente do município.

No final do encontro, sob a tónica “construir soluções para Lisboa”, o atual vereador do Partido Comunista João Ferreira referiu à Lusa que “no próximo ano vai completar-se um ciclo de dez anos, uma década de PS à frente da Câmara Municipal de Lisboa. Dez anos que sucederam a seis anos de uma maioria PSD/CDS”.

bomBombeiros deixarão de colaborar com ANPC e INEM se Governo não responder a reivindicações

A Liga dos Bombeiros Portugueses (LPB) anunciou hoje que poderá deixar de responder aos pedidos da Autoridade Nacional de Proteção Civil e do Instituto Nacional de Emergência Médica, caso o Governo não responda “em tempo útil” às suas reivindicações.

A decisão foi tomada hoje numa reunião do Conselho Nacional da LBP, que decorreu em Serpa, no distrito de Beja, no Alentejo, e na qual foi aprovado um documento com 15 propostas de revindicações a apresentar ao Governo, disse à agência Lusa o presidente da instituição, Jaime Marta Soares.

“Assumindo sempre os valores dos nossos sagrados princípios, que são a defesa das vidas e dos haveres de todos os portugueses, e para bem desse compromisso, não nos podemos privar de exigir ao poder político respostas concretas, objetivas e conclusivas às propostas, de cuja decisão imediata do Governo não abdicamos”, refere o documento, segundo disse Jaime Marta Soares.

 

Sobre o Autor

Jessica de Sousa

Mais tarde direi que com 19 anos tomei a decisão mais perigosa da minha vida. Eu, pessoa que não lida bem com “voos muito altos”, que está sempre de pés assentes na terra, meti-me num avião e vim em busca de algo que não sabia se era capaz de conhecer. Com medo, da Madeira para Lisboa vim sem experiência, sem certezas, sem amigos, sem família. Hoje tenho isso tudo e mais ainda. Tenho sonhos.
Já quis a todo o custo seguir medicina. Quis também ser socióloga. Na ânsia de querer melhorar a sociedade, quero ser jornalista. Sou apaixonada pela escrita e pela literatura, pela informação, por histórias, por vidas. Talvez seja esta a maneira mais estranha de ser médica de uma coisa que me fascina: o mundo.

Deixe um comentário