Dia Num Minuto Rubricas

Dia Num Minuto – 17 de outubro de 2016

Escrito por Ariana Nobre

Acordou à pressa, a pausa para o café foi demasiado curta e não conseguiu folhear o jornal. Os dias correm cada vez mais rapidamente e sente que não está a par do que acontece em Portugal e no Mundo? Leia os acontecimentos que hoje foram notícia.

Turquia reage a reconquista de Mossul

“ Faremos parte da operação, estaremos à mesa. Está fora de questão ficarmos à parte”, declarou o presidente da Turquia, esta segunda-feira, depois de os EUA e as Nações Unidas já terem mostrado preocupação perante os conflitos iniciados por Bagdad para recuperar Mossul. A reconquista da cidade iraquiana de Mossul já teve início este domingo, segundo o primeiro-ministro Haider al-Abadi.

Dinamarca sofre ameaça de bomba

Esta segunda-feira, em Copenhaga, foram evacuados aeroportos, centros comerciais e praças públicas devido a uma ameaça de bomba. A polícia não encontrou nada de suspeito nos centros comerciais que entretanto já foram reabertos. O comunicado das autoridades dinamarquesas afirma que “Infelizmente, este não é um fenómeno desconhecido para a polícia de Copenhaga, que tem recebido ameaças de vários tipos, fazendo sempre uma avaliação de como essas ameaças têm que ser encaradas”.

Viatura do suspeito de Aguiar da Beira encontrada

Foi encontrado o Opel Astra roubado por Pedro Dias enquanto fugia. A Polícia Judiciária apreendeu a viatura na aldeia de Vila Real. Segundo confirmação da GNR o alegado assassino terá assaltado e amordaçado ainda duas pessoas acabando por fugir do local. O suspeito continua, assim, a monte.

Casa onde Adolf Hitler nasceu vai ser demolida

O edifício onde nasceu o líder nazi será substituído por um novo, relevou esta segunda-feira o ministro do interior austríaco. Esta medida acaba com um longo período de batalha jurídica sobre este local que atrai frequentemente neonazis. A futura construção poderá ter uma utilidade “caritativa ou administrativa”, declarou Wolfgang Sobotka. A data de apresentação do projeto de lei no parlamento ainda não foi dada a conhecer.

Sobre o autor

Ariana Nobre

Gosto da linha da frente, de quem me afervente. É o impulso que me elege, o fogo que me correge. Aprecio a energia, o movimento, a euforia, a loucura que Campos elegia nos poemas que escrevia. É a escrita que me motiva, ingénua ou agressiva. É sugestiva e abrasiva, o mundo amado de forma compulsiva.

Deixe um comentário