Sociedade

ÚLTIMA HORA – IKEA de Alfragide evacuado

Clientes e funcionários foram, há minutos, obrigados a abandonar o edifício do IKEA de Alfragide por questões de segurança.

O aviso começou a circular no interior da loja pelas 22h35, e de imediato todas as pessoas tiveram de deixar o local. As que se encontravam nas caixas nem conseguiram concluir o pagamento das respetivas compras, saindo e deixando os produtos para trás. Os elementos da equipa de segurança da loja conduziram as pessoas ao exterior e garantiram que ninguém ficasse para trás.

Uma fonte do ARDINAS 24 presente no local testemunhou algum receio e apreensão nas pessoas que estavam no interior da loja. Perante o aviso, dezenas de clientes acorreram aos parques de estacionamento para se afastarem da zona de carro, e aí o caos instalou-se, até porque as luzes de um dos parques foram logo desligadas. Pelo menos uma pessoa chegou mesmo a sentir-se mal, tendo sido assistida pelas forças de segurança.

O ARDINAS 24 vai estar atento à situação e dará mais pormenores assim que possível. O aviso dirigido aos clientes da loja fazia referência a “problemas técnicos no edifício”, mas nada mais foi adiantado.

Sobre o autor

Gonçalo Esteves Coelho

Sou um poço de contradições. Não gosto de falar mas sou jornalista. Adoro escrever mas cada vez leio menos. Sou sereno mas não consigo resistir a soltar a minha alegria quando escuto música popular. Não gosto do calor mas adoro o mar português, a sua frescura, o seu sal, as histórias que tem para nos contar. Odeio tomar decisões e, no entanto, sou o CEO deste projeto.
Nasci em Lisboa, há 21 anos. O meu coração, vermelho e verde, bate por Portugal e por todos aqueles em cujas veias corre igual amor a este país, à nossa gente, à nossa cultura. Vivo perto de Sintra, esse livro de História a céu aberto, em cujos recantos gosto de me perder. Adoro museus, palácios, castelos e igrejas. Regressei ao Ensino Superior e lancei-me numa nova aventura, sem a qual não conseguiria realizar-me totalmente: o estudo da História.
Em pequeno, havia quem me dissesse que iria ser jornalista. Também me diziam que deveria ser professor de História e que tinha tudo para ser um novo José Hermano Saraiva. Se calhar sou muito transparente naquilo de que gosto, ou então essas pessoas conheciam-me muito bem. Acertaram. O que virá depois eu não sei. Escolha que caminho escolher, terei de ser eu próprio. Sempre.

Comentários

  • Bom dia ! Tb estivemos ontem, estávamos jantando quando o alarme disparou e saímos sem perceber nada perguntávamos o que estava a passar, e não foi obtida nenhuma resposta!
    Ao evacuar não houve muito problemas em seguida liberaram a entrada novamente passado uns minutos vem o aviso da evacuação novamente, confusão foi um pouco no estacionamento

  • Já se sabe alguma coisa mais sobre isto? Estava lá quando aconteceu e o tipico português, apesar de ouvir o aviso para se afastar do edifício, a primeira coisa que faz é entrar no parque de estacionamento para tirar o carro. Gostava de saber como seria se o caso realmente grave…

  • Sim, a noticia é verídica pois estive por lá e vi um pouco do caos das pessoas a correram desorientadas dum lado para o outro e no parque automóvel houve de facto confusão se fosse algo sério acho que não teria corrido bem com tal evacuação.
    Entretanto ontem uma amiga minha voltou à loja tentou saber o porquê da evacuação através dum responsável e a resposta que teve foi que não tinham de se justificar ?!

Deixe um comentário