Ambienta-te – Não deixes a beata no chão

Se fumas, a rubrica desta semana é para ti: a partir de hoje não deites mais beatas no chão – pelo ambiente e por ti.

Fumar não é uma prática saudável, é verdade. No entanto, além do que acontece com a própria pessoa, a atividade prejudica o meio ambiente, uma vez que o seu fumo liberta para o ambiente diversos gases com efeito de estufa. Estes gases são responsáveis pelo aquecimento global, e não só contribuem para a devastação de muitas espécies de animais e plantas essenciais para nós e para o planeta como contribui para o aumento do nível médio da água do mar, que tem efeitos devastadores nos habitats e habitantes costeiros.

Alguns cigarros eletrónicos não libertam estas substâncias, sendo uma boa opção para não poluir tanto o ambiente, no entanto, os efeitos na saúde deste tipo de cigarros ainda não estão totalmente explorados. Uma vez que deixar de fumar não é fácil e a opção de cigarros eletrónicos pode não ser a ideal, pelo menos nunca deixes as beatas no chão.

Por ano, 72 mil milhões de beatas de cigarro são deitadas para o ambiente contribuindo gravemente para a poluição urbana e ambiental, uma vez que uma beata demora cerca de 10 a 25 anos a degradar-se e tem imensos químicos nocivos para o ambiente. As pontas de cigarro são muito perigosas também para o ambiente marinho, uma vez que, em contacto com a água, libertam os produtos químicos absorvidos poluindo este recurso essencial.

Mas o que fazer, então, às beatas? Primeiro, deitar sempre no lixo mais próximo e não para o chão, e caso estejas num local sem caixotes do lixo o conselho é teres um cinzeiro portátil ou porta-beatas! Existem à venda em lojas online e supermercados em diversos tamanhos, cores e feitios, e até em cortiça ou madeira sendo bastante amigos do ambiente. O seu preço pode variar, ocupando apenas no máximo sete a 10 centímetros, logo é bastante prático e fácil de levares contigo para onde fores!

Se quiseres ajudar mais, o Movimento Portugal sem Beatas e o movimento Feel4Planet são dois movimentos que organizam a recolha de beatas nas zonas urbanas e costeiras nas quais podes participar. Este é um grande problema nas praias. Com o Verão e as idas à praia, vais reparar nos milhares de beatas que são deixadas na praia, por isso, se vires alguma no chão recolhe-a e leva-a para o lixo mais próximo. Adicionalmente, os fumadores que quiserem ver as suas beatas recicladas podem guardá-las e entregá-las ao movimento Portugal sem Beatas, que tem estabelecido parcerias com universidades para o desenvolvimento de patentes portuguesas para a soluções de transformação de beatas.

Assim, nunca mais deites uma beata no chão, e se vires alguma no chão recolhe-a e deita-a no lixo. Ambienta-te.

Foto: Pixabay

Sobre Ana Margarida Pereira 75 artigos
Mulher das Ciências de diploma e aprendiz de Comunicadora de Ciência aventuro-me pelo mundo do Jornalismo - aqui no Ardinas escrevo na secção de Ciência. Os meus traços mais peculiares, fora a personalidade, para a maioria das pessoas, é viver na Amadora, ser alérgica à canela e apesar de não ter piada nenhuma querer ser comediante.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.