Way to the Woods: “All of the lights will guide you”

Estou certo de que – de uma forma ou de outra – todos já tivemos oportunidade de viajar e visitar lugares mágicos e inspiradores através de um simples comando e de uma consola. Estou também certo de que, em muitos dos casos, não foram precisos grandes investimentos nem artes ou conceitos complexos para criar algo verdadeiramente inesquecível. Foi apenas talento e inspiração.

Uma destas muitas viagens repletas de simplicidade, magia e genuinidade é Way to the Woods. Num mundo cada vez mais populado, gasto e arrasado pela acção de quem cá está e de quem por cá passou, Way to the Woods mostra-nos um caminho de paz e esperança, numa estrada repleta de elementos fantasiosos, que cativarão os jogadores mais inspirados e criativos, fãs de títulos variados desde Journey a No Man’s Sky.

Way to the Woods conta-nos ainda a história de uma corça e da sua cria, num regresso a casa marcado por cenários de cortar a respiração, mistérios por desvendar e emoções à flor da pele. Ainda por explorar, espera-nos um mundo no qual é preciso viver e sobreviver e onde estas duas personagens terão de encontrar o seu caminho e – se acontecer como espero e como costuma acontecer – ajudar-nos a encontrarmos um pouco do nosso próprio caminho.

Esta semana ficou marcada pela chegada do novo vídeo de promoção de Way to the Woods, criado ao longo dos dois últimos anos pelo jovem australiano Anthony Tan, de apenas 18 anos, e a expectativa face ao jogo é bastante elevada. Não apenas a forte mensagem transmitida, mas também a fantástica arte e a sensibilidade colocada em cada momento e cada traço do jogo criado à mão tornam Way to the Woods um título imperdível para os fãs do género.

A chegada de Way to the Woods ao mercado ocorrerá no início de 2019 e o jogo deverá ser lançado (até ver) para PC, podendo chegar a outras plataformas.

Sobre Diogo Ventura 99 artigos
Cedo percebi que o meu caminho passaria pela criatividade e pela imaginação. Comecei com desenhos e rabiscos, passei a pequenas histórias e mais tarde cheguei à publicidade e às peças de humor. Foi também desde cedo que dei por mim a mergulhar no mundo dos videojogos, quase antes de começar a andar - até porque, quando jogava, jogava sentado. Anos mais tarde, licenciei-me em Publicidade e Marketing e trabalho há algum tempo na área do Marketing e da Criatividade Digital. No Ardinas 24, já escrevi e opinei, e sou agora autor da rubrica semanal Bonus Stage, um pequeno espaço sobre videojogos e o mundo do Gaming.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.