Dia Num Minuto: 30 de abril de 2017

 

 

 

 

Acordou à pressa, a pausa para o café foi demasiado curta e não conseguiu folhear o jornal. Os dias correm cada vez mais rapidamente e sente que não está a par do que acontece em Portugal e no Mundo? Leia os acontecimentos que hoje foram notícia.

Desemprego baixou no começo do ano

O INE divulgou os mais recentes dados da taxa de desemprego, relativamente aos meses de janeiro e fevereiro, que se posiciona agora nos 9,9%. Para o mês de março, o instituto prevê uma taxa a rondar os 9,8%, o que representa uma nova descida. São pouco mais de 500 mil portugueses que procuram emprego neste momento.

 

Renzi volta a liderar Partido Democrático italiano

O ex-Primeiro Ministro italiano Matteo Renzi recebeu mais de 70% dos votos nas diretas do Partido Democrático de Itália, o que o conduz de novo à liderança do partido. Com esta vitória, o político pode iniciar os preparativos para retomar a chefia do governo, que assumiu pela primeira vez em 2014, embora os eleitores italianos estejam mais inclinados para os populistas do Movimento 5 Estrelas.

 

Sporting CP vence e consolida terceiro lugar

O Sporting CP foi a Braga vencer o clube da cidade por 3-2. Os golos da equipa leonina foram todos apontados por Bas Dost, revertendo a vantagem do Sporting de Braga, cujos golos foram marcados por Ricardo Horta e Rui Fonte. A equipa treinada por Jorge Jesus ficou com o terceiro lugar mais consolidado, somando 67 pontos, mais oito que o Vitória de Guimarães, que ocupa o quarto lugar.

 

Sobre Gonçalo Esteves Coelho 286 artigos
Sou um poço de contradições. Não gosto de falar mas sou jornalista. Adoro escrever mas cada vez leio menos. Sou sereno mas não consigo resistir a soltar a minha alegria quando escuto música popular. Não gosto do calor mas adoro o mar português, a sua frescura, o seu sal, as histórias que tem para nos contar. Odeio tomar decisões e, no entanto, sou o CEO deste projeto. Nasci em Lisboa, há 21 anos. O meu coração, vermelho e verde, bate por Portugal e por todos aqueles em cujas veias corre igual amor a este país, à nossa gente, à nossa cultura. Vivo perto de Sintra, esse livro de História a céu aberto, em cujos recantos gosto de me perder. Adoro museus, palácios, castelos e igrejas. Regressei ao Ensino Superior e lancei-me numa nova aventura, sem a qual não conseguiria realizar-me totalmente: o estudo da História. Em pequeno, havia quem me dissesse que iria ser jornalista. Também me diziam que deveria ser professor de História e que tinha tudo para ser um novo José Hermano Saraiva. Se calhar sou muito transparente naquilo de que gosto, ou então essas pessoas conheciam-me muito bem. Acertaram. O que virá depois eu não sei. Escolha que caminho escolher, terei de ser eu próprio. Sempre.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.