A Magia do mundo de Harry Potter escondida em Portugal

Antes do sucesso da saga de Harry Potter, a autora, J.K.Rowling, viveu uns anos em Portugal, no Porto, onde lecionou inglês e onde celebrou o seu primeiro casamento. As referências ao nosso país e à Invicta são bastante evidentes na saga do jovem feiticeiro. O ARDINAS 24 foi, por isso, explorar o mundo de Harry Potter escondido em Portugal.

“Esperava que, quando voltasse de Portugal, tivesse um livro pronto debaixo do braço. Na verdade, tive algo ainda melhor: a minha filha, Jessica”, relatou numa entrevista J. K. Rowling. Contudo, foi durante as primeiras semanas que passou no Porto que J. K. Rowling escreveu aquele que considera o seu capítulo favorito de A Pedra Filosofal: “O Espelho dos Invisíveis” (no original inglês, Mirror of Erised). Os cafés do Porto eram os seus recantos favoritos para buscar inspiração para o livro da saga, sendo o seu favorito o Café Majestic, no centro da cidade.

cafe_majestic

Salazar Slytherin

Salazar Slytherin, no imaginário de Harry Potter, foi um dos quatro fundadores da escola de Feitiçaria do Reino Unido, Hogwarts. Os estudantes acolhidos pela sua casa, a casa Slytherin, deveriam ser ambiciosos, astutos, líderes e desenvoltos. O sistema dos outros três fundadores da escola era uma democracia, no entanto, Salazar Slytherin apelava a uma ditadura onde nenhum jovem feiticeiro que não fosse “puro-sangue”, ou seja, que não tivesse ambos os pais feiticeiros, pudesse frequentar a escola. Não é assim uma surpresa que o nome desta personagem tenha sido inspirado no ditador do nosso país, António de Oliveira Salazar.

salazares

Os uniformes e mantos mágicos de Hogwarts

A cidade do Porto é também a casa de várias Universidades portuguesas, e, como é tradição em Portugal, a maioria delas possuem o traje académico para os seus estudantes, utilizado em ocasiões académicas especiais.

Conforme a própria autora admitiu, o uniforme dos estudantes de Hogwarts foi inspirado no traje académico português. Os mantos longos pretos dos feiticeiros da escola são um espelho das longas capas pretas do tão conhecido traje académico.

traje

Os Dementors

Um Dementor, na saga, é uma criatura das trevas que se alimenta da felicidade humana e, portanto, pode causar depressão e desespero a quem esteja perto da mesma.

O período que a autora passou em Portugal não foi dos mais felizes da sua vida. Frustrada com a sua vida e perdida num casamento que corria mal, J. K. Rowling admite ter criado os Dementors inspirada no estado de depressão que teve em Portugal.

dementor

A livraria Flourish and Blotts

Uma das mais conhecidas referências portuguesas nos livros de Harry Potter é a Livraria Lello Porto, que serviu de inspiração para a livraria Flourish and Blotts, aquela onde todos os estudantes de Hogwarts vão para comprar os seus manuais escolares.

Atualmente, a livraria portuense cobra três euros por entrada, uma decisão bastante controversa. No entanto, o evento que assinala o lançamento mundial do novo livro da série Harry Potter (Harry Potter and the Cursed Child – Parts I & II) em Portugal vai decorrer justamente na Livraria Lello e irá juntar fãs e personagens da saga na noite de 30 de julho, de forma gratuita.

O evento irá contar com uma festa com “personagens da saga, poções mágicas, bebidas, fotografias com as personagens e muitas outras surpresas a animar os novos e velhos potterheads [fãs] que estiverem na fila a partir das 22h” disse Mariana Peres, representante da livraria, à Agência Lusa.

 Lello

AS SUPOSIÇÕES…

A Pedra Filosofal

Sean Smith, que escreveu o livro J. K. Rowling – Uma Biografia, teoriza que o título de Harry Potter e a Pedra Filosofal está relacionado com poema “A Pedra Filosofal”, de António Gedeão, celebrizado por Manuel Freire. Segundo Sean Smith, a canção conhecida de cor por todos os estudantes portugueses chegou aos ouvidos de J. K. Rowling por meio do seu ex-marido português.

pedra filosofal

A Diagon-Alley e o Banco de Gingotts

Há quem diga na Invicta que o estilo dos prédios das diversas lojas da Diagon-Alley, a rua mais conhecida pelos feiticeiros britânicos para fazer compras, é bastante similar ao encontrado na Avenida dos Aliados, na cidade do Porto. E o antigo prédio do banco Montepio, na mesma avenida, é extremamente similar ao Banco de Gringotts, o banco dos feiticeiros britânicos.

avenida
A Avenida dos Aliados, à esquerda, e a Diagon-Alley, à direita.
banco
O edifício do Montepio, à esquerda, e o seu equivalente na saga de Harry Potter, o banco Gringotts, à direita.

As casas de Hogwarts

O Reino Unido é bastante conhecido por ter diversas estátuas de diversas criaturas, verdadeiras ou mitológicas. Mas também toda a cidade do Porto é marcada por estátuas dos diversos animais representativos das casas de Hogwarts: serpentes, leões e águias (faltando o texugo). Tais estátuas e referências podem ter sido uma inspiração para a autora de Harry Potter.

houses

houses hogwarts

Fotos: Warner Bros, Margarida Pereira e Victor Pereira

Sobre Ana Margarida Pereira 77 artigos
Mulher das Ciências de diploma e aprendiz de Comunicadora de Ciência aventuro-me pelo mundo do Jornalismo - aqui no Ardinas escrevo na secção de Ciência. Os meus traços mais peculiares, fora a personalidade, para a maioria das pessoas, é viver na Amadora, ser alérgica à canela e apesar de não ter piada nenhuma querer ser comediante.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.